Descrição do Projeto

Esta Lei altera o art. 6º da Lei nº 10.826, de 2003 (Estatuto do Desarmamento), o §2º do art. 121 do Decreto-Lei nº 2.848, de 1940 (Código Penal), e os arts. 19 e 22 da Lei nº 7.102, de 1.983, para estender o porte de arma de fogo além do período de serviço para os vigilantes de empresas de segurança privada, tipificar como homicídio qualificado o assassinato dos mesmos e equiparar o calibre utilizado por estes vigilantes aos utilizados pelas forças de Segurança Pública dos seus respectivos Estados e dá outras providências.

Este post tem um comentário

  1. Nabor Cardoso Luz Junior

    Bom dia Major, em nome de todos os Vigilantes do Brasil que por favor não deixe que essa PL, caia no esquecimento, nossos companheiros estão morrendo pela desigualdade no armamento e a falta do porte nos deixa inseguros para que façamos nosso trabalho com excelência, pois somos ameaçados diariamente.
    Peço que continue nos ajudando.
    Outras categorias profissionais conseguiram esse direito e nem lidam com a criminalidade e nós que somos visados pelos criminosos em bancos, correios, escolta armada, transporte de valores, etc.

Deixe um comentário